Historial

A Banda Filarmónica “A Serrana “, foi fundada em 22 de janeiro de 1909, então com o nome de “Sociedade Filarmónica de Serra D’EL –Rei “.

 Fez a sua 1ª atuação no Domingo de Páscoa do ano de 1910, vindo anos mais tarde (década de 60) a dar nome à Associação Desportiva Cultural e Recreativa “A SERRANA”.

Associação Desportiva Cultural e Recreativa de Serra D’El-Rei.

Da sua diversificada atividade, salientamos as suas participações em Festas Populares e Religiosas, Festivais, Encontros de Bandas e Concertos para as populações, tanto na região como em vários pontos do Pais.

Em 1991 representou o Distrito de Leiria no 1º Encontro Nacional de Bandas Filarmónicas, promovido pela Câmara Municipal de Lisboa.

Sempre preocupada com o futuro, tem em funcionamento a sua Escola de Musica, dando formação a todos aqueles que nela queiram ingressar, desde os 6 aos 96 anos.

Atualmente a Banda “A Serrana “é regida pelo maestro Pedro Venda e composta por 30 elementos de várias camadas etárias, sendo que em certas ocasiões como: aniversários, concertos e festivais, chega a ultrapassar os cinquenta elementos em palco, convivendo em franca amizade e trocando entre si a experiência da história, da atualidade e as ideias do futuro.

 Surge este ano de 2018 com uma esperança renovada, depois de um período turbulento pela perda por falecimento de vários elementos considerados a base da nossa banda, músicos estes, com mais idade e/ou não só.

 

MAESTRO

PERFIL PROFISSIONAL

 Pedro Miguel Dias Coelho Pirralha da Venda, natural de Bucelas, nasceu a 19 de Julho de 1982. Deu os seus primeiros passos na música com cinco anos de idade no colégio que então frequentava. Aos sete anos frequentou a escola de música de Loures aprendendo piano. Paralelamente inicia-se na Banda Recreativa de Bucelas, mas por incompatibilidade de horários tem que desistir desta última. Volta mais tarde já com doze anos retomando os estudos na mesma banda com o maestro Luís Fernando dos Santos e Carlos Espiga, onde iniciou o estudo de trombone de varas, instrumento de que hoje é executante.

Em Fevereiro de 2000, com dezassete anos, ingressa na Banda de Música da Força Aérea Portuguesa onde frequenta o curso de formação de praças como trombone, tendo como professor Fernando Palacino. Em 2001 muda para trombone-baixo, instrumento que executou até a sua passagem à disponibilidade em 2005.

Paralelamente, estudou no Conservatório Nacional com o professor Ismael Santos e posteriormente na Academia de Amadores de Música de Lisboa com o professor Luís Castelhano.

Tem participado em diversos cursos de aperfeiçoamento e master classes por todo o país. Tem colaborado também com diversos agrupamentos musicais nacionais, bandas, orquestras e orquestras - ligeiras, atuando por todo o território continental, regiões autónomas e estrangeiro, destacando-se a participação em 1998 no concurso de bandas de Heikendorf – Alemanha, com a Banda de Música da A.H.B.V de Loures, em 1999 no concurso de bandas de Rastede- Alemanha, com a Filarmónica Cultural da Ericeira e em 2005 no Festival de Música de Grône – Suíça, com a Banda Filarmónica Simão da Veiga da Casa do Povo de Lavre.

Foi professor do instrumento de trombone em diversas escolas de música.

Foi trombonista no quinteto de metais LisBrass.

Foi membro fundador do quarteto de trombones TheMagic Slides.

Foi membro fundador do quinteto de metais SilverArmBrass.

Frequentou o curso de Licenciatura em Ciências Musicais na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.

Foi fundador da Fanfarra da A.H.B.V. de Camarate.

É aluno do Curso de Direção Professor Maestro Artur Cardoso.

Frequentou diversas Master Classes de direção, na qual se destaca a do maestro Félix Hauswith.

Em Novembro de 2005 ingressa na Guarda Nacional Republicana.

Em Novembro de 2008 ingressa na Charanga a Cavalo da GNR, onde atualmente é 1º Sargento Honorífico/Clarim exercendo as funções de executante e um dos adjuntos do Sargento Mestre – Clarim.